rede-brasil-inovador-2024-inovacao-esg-ia-innovation-trends-brazil-cni-cna-cnc-hub-startups-web-summit-rio-janeiro-rj-melanie-nakagawa-microsoft-itau-aldo-rosa-1
CNDL
construcao-inovadora-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-cbic-sinduscon-acomac-materiais-industria-feira-construsul-bc-balneario-camboriu-2

Boreal Tower: O Arranha-Céu sem Vigas em Balneário Camboriú

Boreal Tower: O Arranha-Céu sem Vigas em Balneário Camboriú
A linda Balneário Camboriú, em Santa Catarina, é conhecida por seus impressionantes arranha-céus. Inclusive, alguns dos edifícios mais altos do Brasil e do mundo estão nesta localidade. Isso inclui a Boreal Tower, de 240 metros de altura. Esse aranha-céu é considerado uma das maiores façanhas da atual construção civil brasileira. Por quê? Porque a tecnologia empregada para erguer essa grande obra é, na verdade, sem vigas. Impressionado? Continue lendo este texto do Engenharia 360 para saber mais!
Como é a tecnologia utilizada na construção da Boreal Tower?

A Boreal Tower está sendo erguida pela FG Empreendimentos – com previsão de conclusão para 2025. A construtora optou, para pôr em prática essa engenharia, pela utilização da tecnologia chamada “pilled raft”, que substitui o modelo convencional de fundações. Resumidamente, podemos dizer que se trata de um grande bloco armado assentado diretamente nas rochas subterrâneas, com o auxílio de estacas de fixação. O edifício utiliza paredes de concreto como a base do sistema de pilares e lajes, eliminando a necessidade de vigas internas.

Continuando, além de conseguir uma arquitetura de maior flexibilidade e oferecer mais qualidade aos clientes, a FG afirma obter da “pilled raft” mais capacidade de construir edifícios mais altos e modernos, além de reduzir a geração de entulho nas suas obras.

Para garantir a segurança durante a construção do Boreal Tower, foram tomadas medidas como a instalação de estacas em todo o perímetro do terreno, visando proteger as propriedades vizinhas durante a fase de escavação.

Como esse novo sistema estrutural afeta o design dos apartamentos modernos?

Esse novo sistema estrutural afeta o design dos apartamentos ao criar mais espaço livre, alterando o padrão de construção de edifícios residenciais e proporcionando maior flexibilidade e qualidade aos clientes, que podem desfrutar de apartamentos mais espaçosos e confortáveis.

O projeto também incorpora tecnologias avançadas, como piscina modular, fôrma de alumínio, fachada ventilada, drywall, instalações hidráulicas e elétricas, piso elevado, tubulações sanitárias e hidráulicas, escadas modulares e sprinklers, além do uso da metodologia BIM (Modelagem de Informações da Construção).

Esse modelo construtivo é considerado por muitos como inovador. Na parte interna do volume, os apartamentos devem, assim sendo, apresentar plantas com espaços mais livres – o que certamente fará mudar o padrão de construção de edifícios residenciais daqui em diante. Foram dez anos para a FG aprimorar a tecnologia, com base em referências globais, considerando logística de obra, aplicação de tubulações e sistemas de automação predial, e que foi agora apresentada em setembro de 2023 na feira Construir Aí, realizada no Expocentro Balneário Camboriú.


https://engenharia360.com